Arquivo

Textos com Etiquetas ‘jornal’

Essa vida de frila

Tem mais ou menos um mês que sai de meu último emprego. Desde então, venho trabalhando como freelancer – e estou muito feliz com isso. Quem é jornalista sabe o quanto está difícil viver em uma redação. O stress beira níveis absurdos e a estabilidade é uma lenda. A maioria absoluta dos empregadores prefere beber um copo de Ades de maçã do que pagar direitos trabalhistas. Isso é parte dos motivos que me levam a ter tanta satisfação com a “nova vida”, mas tem muito mais.

Acho que o que mais me encanta é a sensação de liberdade. Posso organizar minha agenda conforme for mais conveniente. Também não sou obrigado a fazer “cena” nos momentos em que não tenho nada para apurar ou escrever. Ao invés de fingir que continuo a trabalhar enquanto atualizo meu Facebook, posso muito bem pegar uma revista e ler uma ou duas reportagens. Isso para não falar na possibilidade de escolher se vou trabalhar de manhã, de tarde ou de noite e na de tratar de assuntos absolutamente novos todos os dias – nesse um mês, já falei de agronegócio, trabalho social, culinária, ferrovias…

Sei que nem tudo são flores. Já tive outra encarnação como frila e o fim do ano foi de secura quase absoluta. Não me iludo pensando que sempre vou ter trabalho sobrando. Mas essa perspectiva não me deixa mais tão assustado. É lógico que preciso de dinheiro para viver, mas com um pouco de planejamento os meses de vacas mais gordas ajudam a manter os meses mais fracos.

O mais importante de tudo é que logo comecei a sentir alguns efeitos dessa nova opção de carreira. Um dos principais é este blog. Estou mais criativo ultimamente e tudo o que vocês leem aqui é resultado direto disso – e também do fato de eu poder parar e escrever esse tipo de coisa quase que a qualquer hora. Também tenho conseguido programar e preparar melhor alguns projetos pessoais. São coisas pequenas, mas que certamente vão me dar uma grande satisfação pessoal.

Não sei por quanto tempo toda essa alegria com a vida de freelancer vai durar. Pode ser que acabe logo ou que fique para sempre. O que importa é que, enquanto ela existir, não vou encarar o fato de ser frila como uma falta de opção, mas sim como a minha opção. E isso, eu garanto, não é pouca coisa.

 

Morreram Chico Anysio

Acho que uma das coisas mais difíceis é criar uma boa manchete, que fuja do óbvio e informe ao mesmo tempo. Resumir tudo o que será dito em uma ou algumas matérias em apenas uma frase pegadora é muito complicado. Por isso achei incrível a capa do jornal carioca O Dia de hoje. Além de ser uma bela homenagem ao Chico Anysio, consegue fugir do óbvio sem forçar a barra.

Primeira página do carioca O Dia em homenagem ao mestre Chico