Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Cásper Líbero’

Uma cusparada no testamento de Cásper Líbero

Hoje tinha me programado para escrever sobre algum assunto bem leve por aqui. Infelizmente tive que muda de ideia.

De manhã, quando abri meu Facebook, vi uma notícia que muito me entristeceu. A Faculdade Cásper Líbero, onde fiz minha graduação, demitiu Edson Flosi, um dos professores mais queridos de todos os alunos.

Para quem não conhece, Flosi é um dos grandes nomes do jornalismo nacional. Durante anos, atuou na cobertua policial, na época em que essa ainda era uma editoria que mexia com a imaginação da molecada. Muitos dos que hoje comandam redações, quiseram entrar para o jornalismo por causa dos textos de Flosi. Não era a toa que Flosi havia escolhido essa área para atuar. Advogado por formação, ele procurava imprimir em suas reportagens o rigor dos termos da lei.

Como professor, Flosi buscou transmitir um pouco de sua vasta experiência às novas gerações. Se hoje sei a diferença entre um suspeito e um indiciado, é graças a ele. Tive a sorte de fazer parte de sua última turma. Doente, Flosi estava muito debilitado. Tanto que, no ano seguinte, pediu licença das funções de professor e permaneceu apenas como assessor da diretoria da Faculdade.

Agora, a demissão de Flosi – que não foi comentada pela Fundação que administra a faculdade – vem para encerrar de vez o vínculo do Mestre com a Cásper Líbero. Pensar emver um homem com a história de Flosi sendo demitido já me deixa revoltado por si só. Pensar que a demissão desse homem, que tanto contribuiu para fazer o nome da Cásper, se dá justamente no momento em que ele está doente é ainda mais triste.

É por isso que aplaudo a decisão do professor Caio Túlio Costa de pedir demissão em solidariedade a Flosi. É lógico que outros fatores pesaram em sua decisão (o que fica claro na carta em que enviou à direção da faculdade), mas o momento da decisão é simbolicamente oportuno.

Duvido, mas gostaria muito que a reação provocada pela demissão de Flosi e de Caio Túlio servisse para dar uma grande sacudida na direção da Faculdade, que há muito tempo vira as costas para seus alunos e abraça o mercado com todas as forças.

Triste cusparada no testamento de Cásper Líbero.

(Mais sobre o assunto nesta matéria do Estadão.com)