Página Inicial > Crônicas e Contos > Vida de celebridade

Vida de celebridade

Queria ser famosa. Não importava a que custo. Simplesmente queria ser famosa. Nunca pensou bem se tinha alguma vocação. Não importava muito se era como modelo, atriz, política ou cantora. O que importava era que os outros se interessassem pela sua vida.

Nunca entendeu bem como não fazia sucesso. Seu dia a dia era muito mais interessante do que o de muita gente que circulava por aqueles sites de celebridades. Fazia muito mais do que atravessar a rua ou tomar água de coco na praia. Mas mesmo assim ninguém queria saber sobre ela. Nem mesmo a mãe, o pai ou o namorado. Todos eles fingiam se interessar, mas, no fundo, nutriam um desdém completo por ela. Pensavam que era burra. Achavam que exagerava em tudo o que fazia. Quando fosse famosa e aparecesse no programa do Faustão, com certeza todos eles dariam entrevista dizendo o quanto acreditaram em seu talento e apoiaram cada passo. Tudo mentira. A única que acreditava em si mesma era ela.

Passava os dias pensando no que poderia fazer para ficar famosa. Big Brother talvez fosse a melhor opção, mas ano após ano eles rejeitavam sua fita. Podia armar algum escândalo ou fazer algo inusitado, mas queria ser mais do que Geisy ou a peladona de Congonhas. Queria ser famosa de verdade.
Enquanto não encontrava o caminho, fingia já viver a fama. Usava a internet para reclamar dos invejosos e dizer o quanto era querida por tanta gente. Nas redes sociais, era mais bonita, gostosa e feliz do que pessoalmente. Aquele era seu grande palco. O público era pequeno, mas servia de ensaio para os dias de brilho que estavam por chegar.

Com o tempo, foi se convencendo do que via no próprio Facebook. Estava certa de que já era conhecida. Resolveu que só ia sair para a rua de óculos escuros – seu disfarce. Encarava qualquer olhar ocasional como um reconhecimento. E chegou ao ponto de fazer tchauzinho para as pessoas na rua. E quem dissesse que estava ficando louca é porque queria estar no seu lugar.

Não demorou muito e os sintomas foram piorando. Contratou um assessor de imprensa e um maquiador próprio. O primeiro bombardeou os sites de celebridades com notinhas sobre ela. Contava as novidades do namoro, as noitadas incríveis e os planos futuros. O segundo fazia a produção para as fotos do Instagram. Não podia correr o risco de aparecer menos bonita em uma ou outra imagem.

Logo o que era sonho passou para o mundo real. Ela era uma celebridade. Sub, mas celebridade. Não sabia bem definir o motivo da fama, mas não importava. Ficou encantada com a nova vida. Até o dia que reparou que absolutamente nada tinha mudado.

 

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. Nenhum trackback ainda.