Página Inicial > jornalismo > Uma decisão inadmissível

Uma decisão inadmissível

 

Mal acabei de subir o post que tinha escrito hoje cedo sobre o pessoal da Caros Amigos ter entrado em greve e me deparei com uma terrível notícia. A direção da Editora Casa Amarela, responsável pela publicação da revista, decidiu demitir toda a redação da revista como represália à decisão dos jornalistas de lutarem por seus direitos mais básicos.

A decisão da editora é inadmissível. Demitir trabalhadores em greve é ato de covardia, mais um que se junta à imensa lista das agressões praticadas por aquela empresa. Não que seja de se espantar que uma companhia que se recuse a registrar seus funcionários e pagar a eles os direitos mais básicos – ou mesmo um salário digno, conforme podemos concluir pelas informações que circularam sobre o tamanho da folha de pagamento da editora – vá ter alguma compaixão com essas pessoas.

Mesmo assim, aplaudo a coragem dos trabalhadores da Casa Amarela, que tiveram a coragem de entrar em greve, mesmo sabendo que as consequências poderiam ser essas. Como disse mais cedo, perder essa batalha não deve ser motivo para desestimular a classe. Jornalista é trabalhador como qualquer outro e deve se organizar para enfrentar as batalhas impostas por um ambiente de trabalho cada vez mais hostil. Só com a união, nas próximas tentativas de greve a resposta da empresa será a correta: mesa de negociação.

Que a luta não pare!

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. Nenhum trackback ainda.