Página Inicial > Vários > A experiência antropológica de prestar um concurso público

A experiência antropológica de prestar um concurso público

Quem já prestou concurso público sabe a experiência antropológica que isso é. A reunião de milhares de pessoas em um único lugar, por si só, já garante horas e horas de diversão para quem gosta de observar pessoas. O fato de essas pessoas estarem todas na tensão de quem busca uma vida melhor, só torna as coisas ainda mais interessantes. Quando o concurso é generalista, daqueles que exigem só um nivel médio em troca de um bom salário, a variedade de tipos presente é enorme. Tem jovem e velho, filhinho de papai e gente simples, estiloso – daqueles que vem de coletinho e tudo o mais – e gente normal. Tem também os fiscais e suas síndromes de pequeno poder. Mas só escrevi tudo isso porque lembrei de uma menina que vi certa vez. Amtes da prova, uma menina devorava loucamente um Activia. Fiquei pensando o que poderia aconter com a garota durante a prova. Pois é… (Desculpem o texto curto e os eventuais erros. Escrevi do ipad e odeio digitae nisso aqui)

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. Nenhum trackback ainda.